segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

PRÊMIO

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

DE MALAS PRONTAS!
O fim do ano vai chegando e muitas famílias aproveitam os dias de folga para viajar. No entanto, algumas pessoas costumam sentir dores, enjoos, inchaço e diversos outros desconfortos durante as viagens.
Por isso, é importante se preparar antes de pegar a estrada para evitar esses problemas. Comer alimentos leves e dormir bem são alguns dos hábitos que ajudam a garantir uma viagem mais tranquila.
Essa preparação é ainda mais importante se a duração da viagem for longa. Como o corpo padece durante o caminho, nesse caso, o ideal é começar a se preparar cinco dias antes.
INTESTINO PRESO:
Pessoas que têm o intestino preso devem tomar ainda mais cuidado e ingerir bastante fibra antes de viajar para tentar regular o funcionamento.
ENJÔOS:
Já quem costuma sentir enjoo nas viagens, a principal dica é não sair de estômago vazio - comer um carboidrato, como um pão de queijo, ajuda a manter a glicemia alta.
Para se proteger, é importante também evitar leitura e jogos de celular durante o caminho. Se quiser, a pessoa pode tomar um remédio para aliviar.
DORES NO OUVIDO:
Outro problema comum ao viajar é a pressão no ouvido durante a passagem pela serra ou no avião. Nesses casos, a recomendação é abrir a boca várias vezes, como se estivesse bocejando, ou mascar um chiclete para aliviar a dor.
INCHAÇO:
Seja no carro, avião ou ônibus, é importante também sempre se movimentar.  Levantar e mexer as pernas ajuda a bombear o sangue para o corpo e evitar a trombose, distúrbio vascular causado pela formação de um coágulo de sangue dentro de um vaso ou artéria.
Quem já tem problema circulatório, deve usar meias de compressão.
Fora todos esses cuidados, é importante sempre lembrar da segurança. Usar o cinto, inclusive nos bancos de trás, e colocar as crianças nas cadeirinhas ou assentos adequados é uma medida obrigatória que pode salvar vidas e garantir uma boa viagem.
Fonte: www.g1.globo.com - Bem Estar

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

COM QUE COR EU VOU?
Conheça o significado das cores e escolha qual será a sua no Réveillon!
A comemoração do Ano Novo é uma das poucas festejadas no mundo inteiro e é claro, que como a maioria das tradições brasileiras, esta teria que ter uma superstição. No Brasil, o uso da roupa branca é a principal. O hábito vem da cultura africana, onde a cor simboliza a paz.
O Grupo Viva Plena e o Viva Bem desejam a vocês um novo ano repleto de conquistas!
Feliz 2013!!!
 
O SABOR DA FESTA
Significado dos alimentos na ceia de Ano Novo!!!
Lentilha, romã, carnes, champanhe, uvas, vinhos, frutas secas e cristalizadas são considerados amuletos para atrair sorte, fartura e prosperidade.
No Ano Novo, é comum as pessoas darem uma atenção extra às simpatias, com esperanças de terem sorte no ano que virá. Muitas delas estão ligadas ao significado dos alimentos. Segundo superstições, certas comidas assumem um significado especial durante o reveillon e consumi-las pode trazer sorte. 
Confira abaixo o significado de alguns alimentos no Ano Novo:
Arroz – O arroz simboliza a riqueza, abundância, fartura e fertilidade. Orientais acreditam que este alimento dá sorte se consumido na ceia de Ano Novo.
Aves As aves ciscam para trás, o que, para muitos, indica retrocessos. Por isso, evita-se comer frango, peru, faisão ou qualquer tipo de ave.
Lentilhas A lentilha é um sinal de boa sorte e acredita-se que ela deve ser a primeira coisa a ser consumida na ceia, para não falatar dinheiro no novo ano.
Porco Ao contrário das aves, o porco sempre anda para frente. Por isso, representa a prosperidade e a fartura.
Peixes - atum, bacalhau e salmão, considerados peixes “destemidos”, também são recomendados. Quando se fala em peixe automaticamente se faz a associação com a água, que é um símbolo da vida e do nascimento.
Romã A romã simboliza a fartura e a fertilidade.
Uvas As uvas, assim como o vinho, são conhecidas por trazerem boa sorte no reveillon. Assim, não podem faltar na ceia.  Para isso, você deve comer 12 uvas, uma para cada mês do ano. Aproveite e faça um pedido para cada uma que comer.
Frutas secas e Oleaginosas - Comer pelo menos uma delas vai garantir fartura durante o novo ano.
Champanhe e Vinho - Ambos são produzidos a partir da uva. No Evangelho, a videira (planta que origina a uva) é considerada um símbolo da sabedoria, simbolizando a vida humana.
O vinho, é considerado um dom divino e seu consumo traz sorte nesta data.
O champanhe é uma bebida que não pode faltar na ceia e no brinde de Ano Novo.
Como podemos perceber muitas são as simpatias em torno dos alimentos e embora não exista comprovações de que estes costumes funcionem, eles são muito famosos e já se transformaram em uma tradição durante as festas de virada de ano.
Agora é com você, aposte no alimento que mais lhe agradar e tenha um FELIZ ANO NOVO!!!
CEIAS DE FIM DE ANO:  QUAL A MELHOR ESCOLHA?
Mesa pronta, casa cheia e enfeitada, momentos para lembrar e sonhar. A grande noite chegou e após um ano cheio de agitações, a ceia está preparada.
 
 Os alimentos comuns das Festas de Natal e Ano Novo são bem diferentes dos consumidos durante o ano.
São carnes típicas, farofas, arroz com passas e nozes, doces, entre outros, que compõem o cardápio.
O tender, o panetone e as avelãs parecem irresistíveis. Há uma variedade de pratos, um mais colorido e cheiroso que o outro. Você deseja experimentar todos, não é verdade?...E pode, desde que você saiba discriminar as opções mais calóricas e experimentar um pouco, mas realmente um pouco, de cada.
Além disso, você também vai conferir algumas opções de ceias, que você mesmo pode preparar, para não sair da linha durante as festas; afinal de contas, o ano novo se aproxima e você pode inicia-lo em forma...Basta querer!
Petiscos:
 

Os petiscos podem ser os "vilões" para os mais gulosos que não resistem à espera da ceia. Para enganar a fome, costuma-se servir oleaginosas e frutas secas como aperitivos, as quais são muito calóricas. Não caia, portanto, nesta "armadilha". Consuma com moderação.
Saladas:
 

As saladas de folhas e legumes são liberadas durante toda a ceia. Apenas fique atenta ao temperar as saladas, pois os temperos gordurosos - óleo, azeite e molhos à base de maionese - podem aumentar consideravelmente o valor calórico das mesmas. Dê preferência ao suco de limão, vinagre, iogurte desnatado e temperos de sua preferência. Em compensação, salada de maionese e salpicão devem ser consumidos dentro dos limites.
Carnes:
 

Na hora de escolher o tipo de carne da sua ceia, é importante considerar os molhos e os demais ingredientes da receita. Evite consumir carnes que são acompanhadas de molhos gordurosos, oleaginosas e frutas secas, pois estes aumentam consideravelmente o valor calórico da preparação. Além disso, não consuma a gordura aparente e a pele das aves,
pois além de serem ricas em colesterol, são muito calóricas.
Frutas:
 

As frutas são suas aliadas dentre tantos pratos calóricos típicos das ceias de final de ano. Além do baixo valor calórico que possuem, elas são fontes de fibras, vitaminas e minerais que controlam diversas funções do organismo.
Sobremesas:
 

Vá com calma...Não exagere nas sobremesas que contêm ingredientes muito gordurosos, como: chocolate, amendoim e creme de leite. Também fique de olho nas frituras: a rabanada pode ser substituída por uma sobremesa à base de frutas ou pela própria fruta; afinal, nada é mais leve e refrescante!  
Bebidas:
 

 
Dentre as bebidas alcoólicas mais consumidas nas ceias, o champagne é o mais recomendado, pois é a de menor valor calórico. Por outro lado, evite consumir o licor: um cálice pequeno fornece mais calorias que uma taça de champagne ou de vinho branco seco. Quando se trata de bebidas, o segredo é a moderação. Limite-se, portanto, ao momento do brinde.
O Grupo Viva Plena e o Viva Bem desejam a vocês um ótimo fim de ano e um 2013 cheio de conquistas!
 

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

INCHAÇO NA GESTAÇÃO
Durante o verão é muito comum que as reclamações das gestantes sobre pernas e pés inchados aumentem. Algumas relatam que não conseguem calçar os sapatos de tão inchados que estão os pés... A explicação para o inchaço e as reclamações relaciona-se com o clima. Os dias quentes provocam uma dilatação maior dos vasos sanguíneos. Com isso, o sangue passa a circular mais devagar, fazendo com que o corpo retenha mais líquidos do que nos outros dias.
Apesar de se intensificar durante o verão, o inchaço ou edema pode afetar as grávidas durante toda a gestação. Cerca de 75% das futuras mamães passam por esse problema, principalmente a partir do quinto mês. Os membros inferiores são as regiões do corpo que mais tendem a sofrer com o incômodo. É o chamado edema gravitacional, quando a água se acumula conforme as leis da gravidade. Esse aumento ocorre progressivamente ao longo do dia, intensificando-se no final da tarde e no começo da noite. Há outros locais do corpo que também podem apresentar inchaço: mãos, rosto e nariz.
POR QUE O INCHAÇO OCORRE?
 - Aumento do hormônio progesterona
- Sistema linfático lento
- A partir do quinto mês da gestação, o tamanho do útero dificulta o fluxo venoso dos membros inferiores para a circulação central.
O QUE PODE SER FEITO PARA DIMINUIR O INCHAÇO?
 - Alimentação: Use pouco sal para temperar os alimentos. Ele é um dos maiores culpados pelo inchaço na gravidez. A gestante precisa ficar atenta também ao consumo de alimentos ricos em sódio que colaboram para agravar o problema, dentre estes, destacamos os embutidos - salame, lingüiça, salsicha - , sanduíches de fast food e os temperos prontos. Orientamos também a futura mamãe a beber muita água e a priorizar legumes e verduras nas refeições.
- Exercícios:
Exercícios físicos ajudam a reduzir o inchaço. As atividades mais recomendadas são aquelas feitas na água, como hidroginástica e natação. Antes de começar os exercícios, a gestante deve conversar com o médico que acompanha o seu pré-natal para saber se está apta a realizar atividades físicas.
- Meias Elásticas:
O objetivo é pressionar as paredes das veias periféricas, não permitindo o extravasamento de líquido para o meio extravascular, diminuindo o acúmulo de água nas pernas e pés. O uso das meias deve ser diário, desde o início da gravidez até o período pós parto.
- Cremes apropriados:
Produtos com cânfora em sua composição não devem ser utilizados pelas gestantes devido à toxidade que a substância apresenta para o feto. Um dermatologista pode indicar os cremes mais apropriados para cada gestante.
- Pernas pra cima:
Esta é a solução mais antiga e prática para o problema. No fim do dia é recomendável que a gestante coloque as pernas para o alto, com o objetivo de facilitar o retorno do sangue das pernas para o coração. Se estiver no trabalho, ela pode colocar as pernas numa cadeira ou qualquer apoio, mantendo os pés ao mesmo nível do quadril. Em casa, a grávida pode deitar e acomodar as pernas em dois ou três travesseiros, para elevar os pés.
- Drenagem Linfática:
 Mas, antes de iniciar as sessões de massagem, é preciso certificar-se que o profissional é especializado no atendimento à grávidas. A drenagem linfática apresenta restrições durante a gravidez: a região abdominal não deve ser massageada, os movimentos devem se concentrar nos braços, pernas, costas e glúteos. As sessões só devem iniciar após o terceiro mês de gestação.
Fonte: www.minhavida.com.br

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

10 MITOS E VERDADES SOBRE A PERDA DE PESO.
1 - Pular refeições ajuda a emagrecer?
Mito: Estudos mostram que pessoas que pulam o café da manhã e comem menos refeições durante o dia, estão mais propensas a ter excesso de peso e obesidade, que pessoas que comem um café da manhã decente e também 4, 5 ou mais refeições no dia. 
2 - Água morna com limão em jejum ajuda a detonar uns quilinhos.
Mito: Água morda pode soltar o intestino e limão em jejum pode levar a uma irritação no estômago. 
3 - Chá verde emagrece!
Verdade: Esse chá auxilia no incremento do metabolismo, facilitando assim a queima de alguns quilinhos.
4 - Dormir mal ajuda  ganhar peso?
Verdade: pois uma boa noite de sono esta ligada liberação de serotonina, um neurotransmissor ligado ao prazer. Esse neurotransmissor também é liberado quando ingerimos açúcar, logo o organismo tende a compensar a falta de serotonina pela noite mal dormida, ingerindo açúcar. Além disso uma noite de sono ruim desregula a produção do hormônio que ajuda a adormecer, a melatonina; a falta desse hormônio aumenta a produção de grelina, hormônio esse que aumenta o apetite.
5 -  Beber durante as refeições engorda?
Mito: Acontece que a ingestão de líquidos em excesso dilata o estomago prejudicando a digestão principalmente as bebidas gaseificadas. 
6 - Comer assistindo televisão engorda?
quando estamos assistindo TV e comendo o indivíduo tende a comer mais, pois o cérebro não esta concentrado na refeição, o que retarda a produção do hormônio que da a sensação de saciedade. Porém não é somente a televisão que faz isso, comer lendo ou mexendo no computador também tem o mesmo efeito. 
7 - Alimentos Integrais proporcionam mais saciedade?
Verdade:Alimentos integrais são saudáveis, ricos em fibras e em vitaminas. Mas, se consumidos em grande quantidade, levam ao ganho de peso. Por outro lado, se consumidos com moderação, em substituição aos alimentos refinados, podem aumentar a sensação de saciedade, ajudando no controle do peso.
8 - Sopas são uma boa opção para emagrecer!
Verdade: Geralmente as sopas são feitas com verduras e legumes, pouco calóricos, que substituem refeições calóricas. 
Por outro lado, quando não mastigamos, nossa sensação de saciedade é menor e há o risco de não resistir à fome e comer alimentos que engordam. Procure alternar as refeições com lanches naturais ou saladinhas com um tipo de proteína e legumes.
9 - Jejum ajuda a perder peso?
Mito:  horas de jejum faz com que o organismo estoque alimentos na forma de gordura, para que quando houver outra “ameaça” como o jejum prolongado ele tenha reservas, além do que no jejum o metabolismo diminui fazendo o corpo gastar menos energia. 
10 - Sauna emagrece?
Mito: Quem faz sauna fica exposto a altas temperaturas, o que aumenta a transpiração e gera perda líquida. Ao sair da sauna e subir numa balança, pode-se observar um peso inferior, mas essa diferença é rapidamente recuperada assim que a pessoa ingere os líquidos que seu organismo pede nas horas seguintes. A sauna não elimina gorduras!
Fonte: http://www1.folha.uol.com.br



quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

5 CUIDADOS COM AS CRIANÇAS NA PISCINA
Por volta dos seis meses de vida, o bebê já pode ser estimulado na piscina e aproveitar muitos benefícios. 
Um estudo recentemente divulgado por pesquisadores do Griffith Institute for Educational Research, na Austrália, aponta que quanto mais cedo a criança aprende a nadar melhor é o seu desenvolvimento intelectual. No entanto, pais e responsáveis precisam ter muito cuidado para evitar acidentes. Segundo o Ministério da Saúde, em 2010, 1184 crianças e adolescentes de até 14 anos morreram vítimas de afogamento no Brasil, o que representa quase três óbitos por dia. Para acertar nas medidas protetoras e garantir um verão divertido e seguro para o pequeno, confira os maiores cuidados que os especialistas recomendam.
1. USO DE BOIAS:
Usando ou não as boias, é fundamental que os pais fiquem sempre atentos quando as crianças estiverem na praia ou na piscina. As crianças devem ser supervisionadas a cada segundo e sempre por um adulto que não tenha medo da água e que saiba como proceder em casos de emergências. Há o risco, por exemplo, de a criança com boias nos braços se desequilibrar e ficar com o rosto na água, podendo se afogar. 
2. PISCINAS FUNDAS:
Não sustente a falsa impressão de que não há problemas quando a criança consegue ficar de pé! Há risco de afogamento em qualquer área da piscina, mesmo na parte mais rasa. Mas é verdade também que nadar em piscinas de maior profundidade exige uma atenção ainda maior dos pais. Preferimos fazer com que a criança se adapte primeiro ao ambiente aquático com auxílio dos pais até que consiga se descolocar sozinha para só então ir a uma piscina mais profunda.
3. ACOMPANHADOS PELOS PAIS
Bebês com até dos dois anos sempre devem estar acompanhados, mesmo que estejam em uma piscina de 10 centímetros de profundidade. Já as crianças mais velhas e acostumadas com a água podem ter a supervisão de fora - sempre com cuidado. Na praia, por exemplo, não adianta ficar sentado embaixo do guarda-sol observando a criança distante nadando no mar.
4. BRINCADEIRAS
Para os pais que não têm filhos matriculados em escolas de natação, vale a pena investir em uma conversa cuidadosa para que eles entendam quais são as regras ao usar a piscina. O cuidado é o mesmo para brincadeiras dentro da água: abraçar, afundar o amiguinho e outras atitudes não devem ser aceitas. 
5. CLORO
Apesar de a natação e as atividades aquáticas serem recomendadas para o desenvolvimento da criança, a água da piscina precisa ser adequadamente higienizada para preservar a saúde dela. O cloro irrita a pele e as mucosas do nariz e dos olhos, podendo desencadear crises de asma, rinite alérgica e dermatite. 
Bebês são ainda mais sensíveis ao cloro. Por isso, o ideal é procurar uma academia de natação ou uma piscina que tenha um tratamento menos agressivo, como: 
A radiação ultravioleta, que é capaz de inativar microrganismos; 
- O uso de ozônio (gás natural) que combate bactérias, algas, fungos e vírus e é considerado o mais eficaz e seguro método de tratamento de água para crianças; 
- Uma associação de vários métodos, com a aplicação mínima de cloro.
Fonte: www.minhavida.com.br

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

PETISCOS SAUDÁVEIS

SUSHI DE ABOBRINHA
INGREDIENTES:
3 abobrinhas pequenas
60 g de queijo branco em temperatura ambiente
1 colher (sopa) de tomate seco picado
1 colher (chá) de azeite de oliva
1 colher (café) de tomilho picado
2 colheres (sopa) de queijo ralado
Sal e azeite a gosto
MODO DE PREPARO:
1. Corte as abobrinhas em fatias no sentido do comprimento. 
2. Polvilhe com sal e grelhe-as em uma frigideira antiaderente. Reserve. 
3. Amasse o queijo com um garfo e tempere-o com o sal, o tomate seco, o azeite e o tomilho. 
4. Espalhe uma colher (chá) bem cheia do recheio sobre uma fatia da abobrinha grelhada. 
5. Enrole a abobrinha não muito apertada e disponha-a em uma assadeira forrada com papel-manteiga. Repita o processo até terminarem as fatias. 
6. Polvilhe com um pouco do queijo ralado e leve ao forno médio, preaquecido, por 3 minutos. Sirva em seguida.
Dica: berinjela também pode ser utilizada para fazer este sushi.

Fonte: http://mdemulher.abril.com.br

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

FIM DE ANO

CESTINHAS COM SALPICÃO
INGREDIENTES:
500 g de massa de pastel
.1 xícara (chá) de peito de frango desfiado
.2 cenouras cozidas e cortadas em cubinhos
.1 xícara (chá) de salsão cortado em cubinhos
.1 pimentão vermelho cortado em cubinhos
.1 pimentão verde cortado em cubinhos
.1/2 xícara (chá) de azeitona verde picada
.1/4 de xícara (chá) de uva passa
.1 maçã verde cortada em cubinhos
.sal a gosto
.2 colheres (sopa) de salsa picada
.1 xícara (chá) de maionese light
MODO DE PREPARO:
Corte a massa de pastel em quadrados de 10 cm x 10 cm. Molde os quadrados de massa em forminhas de empadinha. Coloque-as em uma assadeira e leve para assar em forno preaquecido a 200ºC até dourar. Desenforme e reserve. Em uma tigela, misture o peito de frango, a cenoura, o salsão, os pimentões coloridos, a azeitona verde, a uva passa e a maçã. Tempere com sal e a salsa. Envolva a maionese e recheie as cestinhas de massa de pastel. Sirva com salada de folhas verdes.
Dica:Você pode acrescentar ao salpicão uva Itália cortada em quarto e sem sementes.
Fonte: http://mdemulher.abril.com.br

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

PETISCOS SAUDÁVEIS


RECEITA DE PETISCO:

DAMASCO SECO COM CREAM CHEESE, GORGONZOLA E PISTACHE
Tipo de prato: Entrada
Preparo:  (até 15 minutos)
Rendimento: 40 porções
Dificuldade: Fácil
Calorias: 63 por porção
INGREDIENTES:
400 g de damasco seco tipo americano
200 g de cream cheese
100 g de gorgonzola
3/4 de xícara (chá) de pistache picado
MODO DE PREPARO:
1. Corte os damascos ao meio, no sentido do comprimento, sem separar as metades.
2. Misture os dois queijos, recheie os damascos e passe a parte do queijo no pistache picado.
3. Arrume os petiscos na travessa e sirva.
Dica: o pistache pode ser trocado por castanha ou gergelim

Consuma com moderação!!!
Fonte: http://www.portalangels.com
GASTRITE
Levar uma vida corrida, com um tanto de estresse e ansiedade e mais um tanto de comida pouco saudável ingerida às pressas. Tudo isso regado a muito café durante o dia, refrigerante nas refeições e, às vezes, algumas doses de álcool para relaxar e dormir à noite. Esse estilo de vida, comum entre os adultos jovens das cidades grandes, tem forte impacto na saúde, e um dos mais prejudicados é o estômago.
O QUE É GASTRITE:
A gastrite ocorre quando o revestimento do estômago fica inflamado ou inchado.
A gastrite pode durar por pouco tempo (gastrite aguda) ou pode durar de meses a anos (gastrite crônica).
COMO DIAGNOSTICAR:
Os exames para diagnosticar a gastrite incluem:
- Endoscopia
- Teste de H. pylori
Exame de fezes para verificar pequenas quantidades de sangue nas fezes, o que pode ser um sinal de sangramento no estômago
Contagem completa de células sanguíneas (CBC) para verificar se há anemia ou poucas células sanguíneas

CONFIRA ATITUDES QUE ALIVIAM O MAL:
Pare de fumar. O cigarro colabora para a produção de ácido no estômago.
Evite o consumo de bebidas alcoólicas
Beba menos café durante o dia. Nos períodos de crise, o melhor é evitá-lo. A versão descafeinada está liberada.
Modere no chocolate, rico em gordura e cafeína.
Evite os refrigerantes: o gás da bebida e a cafeína, presente em muitos deles, irritam o estômago.
Tente controlar o estresse, praticando uma atividade física ou se dedicando a um hobby que traga prazer.
Risque alimentos gordurosos e frituras do cardápio. A gordura é um irritante gástrico.
O suco de caju é um bom substituto para o de laranja ou de maracujá, frutas bastante ácidas para o estômago. Também rico em vitamina C, o caju não dá acidez estomacal.
Antigamente costumava-se recomendar um copo de leite gelado para amenizar dores de estômago de qualquer natureza. Esse hábito, na verdade, só provoca mais irritação, pois o cálcio presente no leite aumenta a acidez do estômago.
Fonte: www.minhavida.com.br

7 ALIMENTOS QUE AUMENTAM RISCO DE CÂNCER

CONHEÇA 7 ALIMENTOS QUE PODEM AUMENTAR O RISCO DE CÂNCER
Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), cerca de 500 mil novos casos de câncer serão diagnosticados no Brasil em 2012. Maus hábitos alimentares estão diretamente relacionados com essa estatística. A vida moderna, cada vez mais agitada, dificultou o velho (e bom) hábito de preparar os próprios alimentos e deu lugar aos alimentos prontos para consumo ou de fácil preparo. 
1. CARNE PROCESSADA
Linguiça, salsicha, bacon e até o peito de peru contêm quantidades consideráveis de nitritos e nitratos. Essas substâncias, em contato com o estômago, viram nitrosaminas, substâncias consideradas mutagênicas, capazes de promover mutação do material genético. 
2. REFRIGERANTES
A bebida gaseificada, além de conter muito sal em forma de sódio, possui adoçantes associados ao aparecimento de câncer. O ciclamato de sódio, por exemplo, é proibido nos Estados Unidos, mas ainda é utilizado no Brasil, principalmente em refrigerantes "zero". Essa substância aumenta o risco de aparecimento de câncer no trato urinário.
3. ALIMENTOS GORDUROSOS
Não é exatamente a gordura a principal responsável pelo aparecimento de câncer, e sim a quantidade de calorias que ela agrega ao alimento. Em excesso, esses alimentos provocam obesidade, que é fator de risco para câncer de pâncreas, vesícula biliar, esôfago, mama e rins. A célula de gordura libera substâncias inflamatórias, principalmente hormônios que levam a alterações no DNA e na reprodução celular, como o estrogênio, a insulina e um chamado de fator de crescimento tumoral.
4. ALIMENTOS RICOS EM SAL
Se ingerido em quantidade maior do que cinco gramas por dia, o sal pode lesar as células que estão na parede do estômagoEssa agressão gera alterações celulares que podem levar ao aparecimento de tumores. 
Entram nessa lista: carne seca, bacalhau, refrigerantes, pizzas congeladas, iscas de frango empanadas congeladas, macarrão instantâneo, salgadinhos de pacote, entre outros. 
5. CHURRASCO
Na fumaça do carvão há dois componentes cancerígenos: o alcatrão e o hidrocarboneto policíclico aromático. Ambos estão presentes na fumaça e impregnam o alimento que é preparado na churrasqueira.
6. FALTA DE FIBRAS NA ALIMENTAÇÃO
O intestino se beneficia muito pelo consumo adequado de fibras. Elas garantem um bom trânsito intestinal, de modo a eliminar os ácidos biliares secundários, um produto da digestão presente no intestino. Isso evita a agressão às células do intestino e a multiplicação celular descontrolada.  
7. AGROTÓXICOS
Evitar opções ricas em agrotóxicos. É melhor consumir alimentos cultivados sem o produto químico (Orgânicos), que comprovadamente têm mais vitaminas, minerais e compostos quimiopreventivos. Estes compostos atuam na proteção e reparação celular frente a uma lesão que pode gerar câncer.
Fonte: www.minhavida.com.br

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

A SAUDÁVEL COMIDA JAPONESA
Nutritiva, equilibrada, leve e saborosa, a culinária japonesa é considerada uma das mais saudáveis do mundo. Preparadas à base de arroz, algas, legumes, verduras, frutos do mar e peixe, as refeições valorizam alimentos ricos em diversas substâncias benéficas ao organismo. 
Servidos com a intenção de agradar não só aos olhos, mas também ao paladar, os pratos levam pouca ou nenhuma gordura saturada, nociva ao organismo e responsável por aumentar o colesterol ruim. Por utilizar muitos alimentos crus, preservam 100% dos nutrientes, ricos em substâncias importantes para a preservação da saúde.
Conheça alguns dos ingredientes da culinária japonesa e os benefícios que eles podem trazer ao organismo. Mas lembre-se que para aproveitar tudo isso é preciso ingerir os alimentos com moderação
Wakamê (algas): excelente fonte de iodo, contribuem para o bom funcionamento da tireoide e do sistema imunológico. Ricas em vitaminas do complexo B, são importantes reguladores da serotonina, hormônio que confere a sensação de prazer e bem-estar. 
Sashimi (peixe cru como atum, salão e truta): ricos em ômega 3, substância que contribui para a diminuição dos níveis de colesterol no sangue, ajuda a diminuir os riscos de doenças cardiovasculares, como hipertensão, infarto e derrames.
Shoga (gengibre): possui propriedades anti-inflamatórias e bactericidas. Sua ação desintoxicante favorece a gestão e alivia a constipação intestinal. O gengibre também é um ótimo digestivo. 
Shitake e shimeji (cogumelos): ricos em proteínas, contém uma substância capaz de estimular o sistema imunológico. 
Tofu (queijo de soja): fonte de proteína, minerais e vitaminas. Ameniza sintomas da menopausa, protege contra o câncer e previne a osteoporose. Por possuir isoflavonas, antioxidantes que reduzem a taxa de colesterol ruim (LDL) no sangue, ajudam na diminuição do risco de doenças cardiovasculares.
Wassabi (raiz-forte): contém potássio, cálcio, magnésio, fósforo e vitamina C. Utilizado como condimento, ajuda na digestão. Possui nutrientes que ajudam a prevenir as cáries, impedindo a ação das bactérias. 
Moyashi (broto de feijão): rico em fibras e vitamina C, auxilia na produção das células de defesa do organismo. 
Missoshiro (sopa de soja): com todos os seus ingredientes (pasta de soja, alga, vegetais, tofu e peixe desidratado), tem propriedades antioxidantes e garante o bom funcionamento do intestino e do cérebro.
Chá verde: auxilia no bom funcionamento digestivo, possui ação bactericida e antioxidante, impedindo a proliferação de células cancerígenas. 
Mas nem todo item da culinária japonesa é "light":
A quantidade de shoyu colocado no alimento também deve ser controlado. O molho é rico em sódio, mineral que provoca retenção de líquido, deixa a pessoa mais inchada e altera a Pressão Arterial.
Sushis e temakis também devem ser consumidos com moderação. "Como são feitos de arroz, o carboidrato em excesso pode atrapalhar a dieta - A restrição maior é com relação ao temaki, pois cada um corresponde ao consumo de três sushis.
Fonte:http://www.taeq.com.br

sábado, 24 de novembro de 2012

ALIMENTOS QUE AJUDAM NO BRONZEADO
Existem alimentos que ajudam a bronzear a pele e possuem nutrientes que evitam o envelhecimento precoce (fotoprotetores). São os que possuem betacaroteno, um antioxidante que beneficia a visão noturna, aumenta a imunidade, dá elasticidade à pele, aumenta o brilho dos cabelos e o fortalecimento das unhas.
Os alimentos fotoprotetores protegem a pele contra queimaduras, neoplasias (câncer) causados pelos raios UVB.
Os tipos mais conhecidos são a cenoura e o mamão, mas existem outros como a laranja, batata-doce, abóbora, beterraba, manga, espinafre e brócolis.

A recomendação é ingerir de três a quatro fontes diárias dos alimentos que contêm betacaroteno. Mas a ingestão deve ser de maneira correta. Para verificar se há o excesso desses nutrientes olhe se as palmas das mãos estão com uma coloração amarelada, se estiver significa que o seu organismo está com excesso de betacaroteno. Se isso estiver acontecendo é só diminuir a ingestão.
Não se esqueça de recomendações básicas para manter a pele saudável: usar o protetor solar e tomar cerca de dois litros de líquido ao dia. Não precisa ser apenas água, intercale com água-de-coco, sucos e chás gelados.
Receita:
1 copo pequeno de suco de laranja
1/2 beterraba crua
1 cenoura média.
Centrifugue a cenoura e a beterraba, misture ao suco de laranja e aproveite.
Fonte: http://www.anitanutricionista.com.br

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

VOCÊ É VÍTIMA DE ESTAFA MENTAL?
Sono de má qualidade e irritação são alguns sinais  que o cérebro está sendo exigido demais!
Parece familiar? Então você pode estar com estafa mental, um mal tão comum nos dias de hoje como beber água.
O médico explica que é como se existisse uma estrela dentro do cérebro, sendo cada ponta um aspecto da vida: profissão, estudos, lazer, relacionamento amoroso, família, bens materiais. Dedicando-se demais a um ou dois desses itens, a estrela se deforma porque falta energia e tempo para as outras pontas. Como resultado, surgem frustração, estresse e o cérebro literalmente entra em pane. 
ALGUMAS DICAS PARA SABER SE ESTÁ COM ESTAFA MENTAL:
1. Uma pessoa workaholic nem sempre têm estafa mental, porque gosta muito do que faz, existe satisfação, portanto não é sacrifício trocar momentos pessoais por trabalho. Precisamos trabalhar para viver e não viver só para trabalhar!
2. Estresse não é o mesmo que a estafa, estresse é momentâneo e a estafa mental é mais intensa e constante como uma série de tensões (muitos motivos de estresse seguidos) que ultrapassa a capacidade mental de resolvê-los provocando o esgotamento do cérebro.
3. A estafa mental pode apresentar muitos sintomas diferentes: insônia e sonolência durante o dia, alterações repentinas de humor, mas os 2 sintomas mais comuns são a falta de concentração e a perda da memória.
4. Pode provocar dores físicas como: fortes dores de cabeça, tontura, tremores, falta de ar, perda ou aumento repentino do peso e refluxo. Se não tratado pode causar: depressão, hipertensão, fobias, ansiedade e doenças cardíacas e gástricas.
5. Se algum desses sintomas persistirem por mais de 2 semanas, pode procurar um médico!
6. Os primeiros passos para o tratamento são dormir bem, alimentar-se bem e praticar alguma atividade física satisfatória. Alguns medicamentos podem ajudar em casos de ansiedade, assim como tratamento psicológico.
Portanto o lazer e o sono são fundamentais para fugir desse mal!!!
Fonte: www.minhavida.com.br